NOSSO CANAL - VÍDEOS RECOMENDADOS

Loading...

ASSISTA OS VÍDEOS


EU VOCÊ E JAMES, JUNTOS NO YOU TUB


Há um ano comecei a formatar um blog que, na verdade, nem eu sabia ao certo o que pretendia e nem como seria esse “filho”, já que existiam muitos blogs falando com propriedade sobre Parkinson. Resultado: coloquei em "stand by". Queria colocar as idéias no lugar e aguardar uma inspiração.

Por que o nome EU, VOCÊ E JAMES?

EU: podemos falar dos nossos sonhos, aspirações, de receitas, atualidades, alegrias e tristezas, e variedades diversas.
VOCÊ: é a principal razão da existência do blog. É quem vai ajudar na construção e divulgação do espaço que vai ser seu. O espaço é livre.
JAMES: Vixe... Esse aí não é fácil. Como já disse acima, existem muitos blogs que tratam do assunto com competência científica e isso é muito bom. A proposta é que seja uma abordagem bem suave, com humor, pois necessitamos muito de diversão e alegria. Não podemos nos envolver apenas com os aspectos fisiológicos do Parkinson. Vamos tratar do tema com leveza.

Com o Sr. James aprendi, além de outras coisas:
- Ter calma, já que os nervos são o principal fator de problemas para nós;
- Ter sempre um projeto de vida para se apaixonar: como dizia Chico Xavier, estar apaixonado por um projeto faz com que Deus nos dê mais tempo de vida;
- Me movimentar mais, lembrando do sábio Almir Sater na música Tocando em Frente: “Ando devagar porque já tive pressa...”.

E com minha amiga Dalva Molnar aprendi muitas coisas, inclusive que temos muito TA...LEN...TO.

Este blog está trocando de roupa- AGUARDE: EM BREVE NOSSO CLOSET ESTARÁ COMPLETO

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Recebi essa mensagem de uma das minhas irmãs, Eliana, a respeito da reportagem abaixo, que publiquei em 01 de fevereiro. Obrigada pelo apoio, mana.

"Mal de Parkinson – Uma das mortes mais dolorosas"


Olá, querida! Só agora estou entrando no ritmo normal da vida e uma das atividades é abrir meus emails. Muito boa matéria! Esclarecedora para quem não teve a curiosidade de estudar o assunto, quando ele atinge alguém tão próxima e querida de nós, como uma irmã.

Você sabe que desde que você recebeu o diagnóstico, procuro lhe encorajar para enfrentar o desconhecido. Sei que não é fácil e os temores são absolutamente compreensíveis, no entanto, o lado bom deste drama, é que Deus escolhe as pessoas especiais como você para ensinarem aos fracos e descrentes, como viver, superar e acreditar na cura deste mal até então desconhecido, mas que utilizando as ferramentas disponíveis para exercitar o corpo, a mente e tomando as medicações indicadas, o paciente leva uma vida normal, como você leva.

Graças a Deus você tem um bom plano de saúde, tem seu dinheiro certo na sua conta e pode realizar sua vida como você deseja o que é uma tranquilidade para mim.

Eu, minha irmã, desejo que você continue firme na luta e confie que a descoberta para a cura da doença está muito próxima, com estudos avançados em países que investem nas pesquisas, experiências positivas estão aí, inclusive com células tronco.

Em relação à morte ser assim ou assado, isto é besteira, porque acredito que toda morte é dolorosa, pois deixamos para trás o que temos de real, concreto, palpável que é nossa família, filhos, netos, amigos, bens, vaidades, por isso vamos viver, amar, cantar, sorrir e vibrar sempre para que o melhor nos aconteça, pois o resto é função de um único Deus, Supremo, Pai Maior, sabedor de todas as coisas e cheio de amor, que está sempre pronto a nos poupar de dores maiores que possamos suportar. Infelizmente, nós é que não entendemos suas mensagens neste aprendizado difícil que é a vida terrena, daí sofrermos tanto!!! Que este Deus maravilhoso lhe abençoe, proteja, ilumine hoje e sempre provando para todos o quanto você é especial e quando chegar a hora de nossa partida para o mundo maior estejamos preparadas, pois todos nós nascemos para morrer. Beijos de sua irmã, amiga que lhe ama e está junto com você para vencer e vingar James Parkinson com a cura do mal de Parkinson que será descoberta logo, logo!!! Beijão querida,

Eliana

Nenhum comentário:

Postar um comentário