NOSSO CANAL - VÍDEOS RECOMENDADOS

Loading...

ASSISTA OS VÍDEOS


EU VOCÊ E JAMES, JUNTOS NO YOU TUB


Há um ano comecei a formatar um blog que, na verdade, nem eu sabia ao certo o que pretendia e nem como seria esse “filho”, já que existiam muitos blogs falando com propriedade sobre Parkinson. Resultado: coloquei em "stand by". Queria colocar as idéias no lugar e aguardar uma inspiração.

Por que o nome EU, VOCÊ E JAMES?

EU: podemos falar dos nossos sonhos, aspirações, de receitas, atualidades, alegrias e tristezas, e variedades diversas.
VOCÊ: é a principal razão da existência do blog. É quem vai ajudar na construção e divulgação do espaço que vai ser seu. O espaço é livre.
JAMES: Vixe... Esse aí não é fácil. Como já disse acima, existem muitos blogs que tratam do assunto com competência científica e isso é muito bom. A proposta é que seja uma abordagem bem suave, com humor, pois necessitamos muito de diversão e alegria. Não podemos nos envolver apenas com os aspectos fisiológicos do Parkinson. Vamos tratar do tema com leveza.

Com o Sr. James aprendi, além de outras coisas:
- Ter calma, já que os nervos são o principal fator de problemas para nós;
- Ter sempre um projeto de vida para se apaixonar: como dizia Chico Xavier, estar apaixonado por um projeto faz com que Deus nos dê mais tempo de vida;
- Me movimentar mais, lembrando do sábio Almir Sater na música Tocando em Frente: “Ando devagar porque já tive pressa...”.

E com minha amiga Dalva Molnar aprendi muitas coisas, inclusive que temos muito TA...LEN...TO.

Este blog está trocando de roupa- AGUARDE: EM BREVE NOSSO CLOSET ESTARÁ COMPLETO

sexta-feira, 29 de junho de 2012


Aparelho ajuda a 'escrever' com a mente

29/06/2012 - Demora e dá um bocado de trabalho, mas aparelhos de ressonância magnética já podem ser empregados para "conversar" usando apenas a força do pensamento.

A tecnologia, descrita por pesquisadores da Holanda e da Alemanha em artigo na revista científica "Current Biology", usa padrões cerebrais específicos para codificar cada uma das letras do alfabeto e mais uma "tecla de espaço" mental.

Dessa forma, usando apenas sua atividade cerebral, voluntários saudáveis na faixa dos 30 anos conseguiram formar palavras e responder perguntas dos cientistas.

Trata-se de uma forma extremamente incômoda e lenta de "telepatia". Mas a técnica tem chance de virar uma importante ferramenta para que pessoas totalmente incapazes de se mexer voltem a se comunicar com o mundo.

Esse problema, conhecido como "síndrome de locked-in" (do inglês "trancado dentro de si mesmo"), é um dos mais aterrorizantes problemas neurológicos.

Por conta de um derrame que afeta as funções motoras, por exemplo, a pessoa tem sua consciência e inteligência preservadas, mas simplesmente não consegue se mexer.

Algumas dessas pessoas têm movimentos residuais, como o dos olhos, que podem ser usados na comunicação, mas em alguns casos nem isso é possível.

No caso de pacientes em situação ainda mais grave, em estado aparentemente vegetativo, o método poderia até ajudar a determinar se, afinal de contas, eles possuem algum grau de consciência. (segue...) Fonte: Folha de S.Paulo

Dalva Molnar fala um pouco da sua convivência com o"Parkinson"





2012 parece que resolveu brincar comigo...
Parece, que o Sr. Parkinson foi despertado para o lúdico.
Como não é todo dia que eu acho graça em tudo....

voilá...

Além da já tão famosa prolopada...
que  é  muito conhecida em toda comunidade pk
outros métodos e medicamentos entraram em
ação.. minando parte de minhas forças
mas restabelecendo minhas esperanças.

Prolopa
Comtan
Sifrol e
Mantidan

experimente repetir em forma de mantra..ao levantar

só no sapatinho ...pode ser...
 é devagar, é devagar.. devagarinho
para o andar de gueixa

ao conseguir dar alguns passos de tango
arrisque o
adios munhachos compañeros de mi vida,

ao cair da tarde de forró.. vc não vale nada mas não vivo sem você

e ao anoitecer, para a tão esperada e
longa noite parkinsoniada pode ir de

Dilícia assim voces .., me matam
ai se eu não tomo...... ai ai
nem saio mais do lugar ...ai ai

Arrisque a nona de Beethoven ou a valsa brilhante de Chopin para fechar o dia



Vejam vocês, agora já estou cantando e dançando...

entao aproveito para dizer que viajo para Paris na
próxima semana, e vou com minha neta
elevada ao posto de cuidadora para esta viagem !

um bom abraço a todos
 prometendo contar
sobre  O  BOM DO PARKINSON
afinal muitas coisas boas aconteceram neste
primeiro semestre de 2012
Abraço forte

Dalva 65.15
Campinas
Nota:
65 years old
!5 anos de Parkinson. Eis uma maneira de falar da Doença de Parkinson com um bom  humor tremendo.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Perda de peso aumenta níveis de testosterona em homens, diz estudo

JULIANA VINES
DE SÃO PAULO
Perder peso pode aumentar os níveis do hormônio testosterona em homens de meia-idade, segundo estudo feito pela Hospital Universitário St. Vincent, em Dublin, Irlanda.
A pesquisa envolveu cerca de 900 homens com 54 anos em média, sobrepeso e pré-diabetes. Cerca de um quarto desses homens tinham baixos níveis de testosterona (abaixo de 300 nanogramas por decilitro) quando começou o estudo. Foram excluídos aqueles que já tinham diagnóstico de hipogonadismo (deficiência funcional nas glândulas) ou tomavam medicamentos que poderiam influenciar nos níveis do hormônio.
Baixos níveis de testosterona são relacionados à redução do desejo sexual e do número de espermatozóides e ao aumento das mamas.
"Os médicos devem encorajar os homens com sobrepeso e com baixos níveis de testosterona a tentar perder peso antes de recorrer à reposição hormonal", disse Frances Hayes, médico e coautor do trabalho, ao site de divulgação científica "Science Daily".
Para fazer o estudo, que durou um ano, os pesquisadores dividiram os voluntários em três grupos: o primeiro participou de um programa de exercícios (150 minutos de atividade por semana) e dieta, o segundo recebeu drogas para diabetes e o terceiro tomou placebos.
O grupo que modificou o estilo de vida perdeu em média 7,8 quilos em um ano e teve um aumento nos níveis de testosterona proporcional à diminuição do peso corporal e da circunferência da cintura. A incidência de homens com baixos níveis do hormônio caiu de 20% para 11% --uma redução de 50%. Não houve alterações significativas nos grupos que tomaram medicamentos ou placebos.
O trabalho foi apresentado nesta semana no encontro anual da Sociedade de Endocrinologia, em Houston (EUA).
Fonte: Folha.com Equilíbrio e Saúde.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Eric Clapton - Wonderful Tonight (Live) (Video Version)


Para Maira e  Marcelo.

Descoberta substância que trata depressão em pacientes de Parkinson

LONDRES - O pramipexol, um agonista dopaminérgico, pode ser útil para combater a depressão em pacientes com mal de Parkinson, segundo um estudo publicado na última edição da revista científica The Lancet. Aproximadamente 35% das pessoas que têm a doença sofrem de depressão.
Veja também:
Estudos anteriores demonstraram que os agonistas dopaminérgicos, como o pramipexol, que contrasta com a diminuição da produção de dopamina no cérebro, são eficazes para atenuar os sintomas de depressão na maioria das pessoas que não têm Parkinson.
Uma equipe da Universidade de Nápoles, liderada pelo neurologista Paolo Barone, iniciou uma pesquisa na qual participaram 296 pacientes procedentes de 12 países europeus e da África do Sul, com objetivo de buscar provas de que essa substância também pode ajudar a tratar pacientes de Parkinson.
Do total, 144 tomaram pramipexol e os 152 restantes um placebo, e ficou constatado que diminuiu muito os sintomas de depressão em 80% dos pacientes que tomaram o princípio ativo.
No entanto, efeitos colaterais como náuseas, enjoos e dores de cabeça, também foram sentidos entre os pacientes que tomaram a substância.
Segundo os autores da pesquisa, o estudo demonstra que este tipo de tratamento deveria começar a ser considerado para os doentes de Parkinson que tenham sintomas fortes de depressão.
Fonte: Estadão.com.br/saúde

linkNota do blog: O blog tem o aspecto informativo.
Sobre o Link Britânico é diagnosticado com mal de Parkinson aos 23 anos , se a classe médica fizer uma pesquisa aqui no Brasil com pessoas que tem Parkinson e perguntar: "Qual a idade do surgimento da doença?" vai ter uma resposta surpreendente,  repensando a afirmativa de que o Parkinson se inicia aos 60 anos.

Dieta dos nutrientes promete emagrecimento rápido sem fome

O médico norte-americano Joel Fuhrman está fazendo um enorme sucesso com uma promessa tão manjada quanto o alto valor calórico de um cheeseburger (300 calorias): emagreça comendo.
 Continua.
http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/1109240-dieta-dos-nutrientes-promete-emagrecimento-rapido-sem-fome.shtml

domingo, 24 de junho de 2012

Salvador, Cidade do Encanto, do Canto e do Axé.

Vamos manter  Salvador mirando- se  nessas  belezas Srs." Governantes."
Uma semana tranquila para os leitores desse Blog.
Vista  da cidade Baixa


Entrada Aeroporto de Salvador. (Lindo)

Praia do Forte


Rio Vermelho-Salvador Bahia.

Por do sol na Ilha de Itaparica. Bahia.

Importante matéria sobre tremores.

http://www.doencadeparkinson.com.br/tremor.htm

Tremor

Quem treme tem Parkinson?
O tremor pode ser definido como um movimento involuntário ( isto é, que não depende da nossa vontade ), rítmico. Existem vários tipos de tremor e o mais conhecido e temido é aquele tremor da doença de parkinson.
O tremor do Parkinson geralmente inicia nos membros superiores, de um lado só, pela mão. Este tremor costuma ser mais evidente quando a pessoa repousa a mão no colo ou simplesmente deixa o braço parado ( tremor de repouso). É um tremor bem característico pois dá a impressão de que a pessoa está "contando dinheiro".
Parkinson é uma doença complexa que não causa só tremor. Dificuldade para levantar-se de uma cadeira, lentidão ao se mover, esquecimento, quedas frequentes, dificuldade para dormir, pele oleosa, intestino preso; são outros sintomas desta doença que é incurável porém, tratável.
A boa notícia é quem nem todo mundo que treme tem parkinson.
Algumas famílias possuem no seu sangue um gene que pode levar a uma doença chamada Tremor Essencial. Este tremor costuma acometer inicialmente as duas mãos e piora qdo a pessoa vai realizar movimentos como, por exemplo, tomar um cafezinho. Este tremor pode ser tão intenso que chega a derramar o café da xícara. Neste caso é comum mais de uma pessoa da família tremer, sendo que algumas podem tremer desde jovens e outras só com idade avançada.
Além das mãos pode ser percebido tremor na cabeça ( movimento semelhante ao que fazemos quando queremos dizer "não") e no queixo. Em situações de tensão emocional ficam mais evidentes.
Existe tratamento para tremor essencial que alivia bastante o tremor e melhora a qualidade de vida do paciente pois apesar de não ser uma doença grave, é muito incômoda, levando a pessoa a ter vergonha de comer em restaurantes ou assinar um cheque em público.
Tremor em jovens pode estar associado a ansiedade, timidez e estresse. São tremores acompanhados de suores, tonturas, taquicardia. São tratados com medicações antidepressivas e ansiolíticas.
Outras doenças mais raras podem se manifestar como tremor. O importante é esclarecer com o médico qual a causa e assim poder fazer o tratamento adequado.
Fonte: Internet. Dra Denise Leal
Médica Neurologista.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Novo remédio contra insônia tem sucesso em teste nos EUA

21/06/2012 - Pesquisadores americanos relataram que um novo tipo de comprimido anti-insônia, o suvorexant, teve sucesso em testes clínicos, ajudando pessoas a pegar no sono e continuar dormindo. Os resultados foram apresentados na conferência "Sleep 2012", informa o site "Huffington Post".

As pessoas que tomaram a droga passaram a pegar no sono 25 minutos depois, em média, enquanto as que tomaram um placebo (substância inócua) dormiam 17 minutos mais tarde. A principal melhora veio no tempo de sono: quem usou o suvorexant dormiu 60 minutos a mais, em vez dos 40 minutos a mais relatados por quem tomou o placebo.

Segundo Andrew Krystal, professor de psiquiatria do Centro Médico da Universidade Duke (EUA) que coordenou o estudo, os minutos a mais de sono, somados, têm um efeito de longo prazo importante e benéfico.

O interesse na substância se justifica porque, para funcionar, ela se vale de um mecanismo cerebral diferente do enfrentado por outras pílulas para dormir. A chave da sua ação é o bloqueio das orexinas, mensageiros químicos cerebrais ligados, entre outras coisas, ao despertar. (...)

A droga ainda precisa passar pela aprovação de agências reguladoras de fármacos, como a americana FDA, para ser comercializada.
 Fonte: Folha de São Paulo

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Hospitais nos EUA adotam políticas contra discriminação de homossexuais

Relatório anual da Human Rights Campaign, o maior grupo de defesa dos direitos dos homossexuais nos EUA, revela que está aumentando o número de hospitais americanos que adotam políticas que proíbem a discriminação contra pacientes gays, lésbicas, bissexuais e transsexuais.
  Segundo dados parciais do relatório, divulgado nesta semana, 95% de uma amostra de 400 hospitais e clínicas nos EUA já incluíram em suas políticas internas regras explícitas contra a discriminação.

Entre elas está o direito à visitação a parceiros do mesmo sexo.
Em 2010, 90% das instituições não tinham nenhuma orientação formalizada a respeito disso.
  Naquele ano, o presidente Barack Obama determinou que os hospitais criassem políticas internas banindo qualquer ato discriminatório baseado em orientação sexual e identidade de gênero.
Em janeiro do ano passado, uma lei federal estabeleceu que todos os hospitais do país permitissem que seus pacientes escolhessem os seus visitantes e vetou, explicitamente, a discriminação por conta da orientação sexual.
A maior organização de acreditação nos EUA, a Joint Commission, também criou regras com o mesmo propósito. Mesmo assim, denúncias de discriminação contra homossexuais ainda persistem.
 Em novembro de 2011, por exemplo, Kathryn Wilderotter sofreu um acidente de carro e foi internada no Hospital Adventista Washington, em Maryland.
  Ao tentar visitá-la, Linda Cole, sua companheira há 11 anos, teve o seu o direito negado porque o hospital não a reconheceu como membro da família.
  "Discriminação durante uma emergência médica é uma das mais graves formas de preconceito que os homossexuais ainda sofrem. Precisamos combatê-la insistentemente até que esse direito faça parte da rotina das instituições de saúde", afirmou Joe Solmonese, presidente da Human Rights Campaing
Fonte: Folha.com

NOTA DA AUTORA DO BLOGUE.
A intenção do Blogue é informar. Porém, tem assuntos polêmicos que, no meu entender, temos obrigação de manifestarmos nossa opinião. Qualquer discriminação deve ser banida da sociedade no mundo atual. Seja com negros, homoxessuais, brancos, amarelos etc...seria mais humano e dígno respeitarmos por exemplo, esse pensamento do Bob Marley. Vamos conviver com as diferenças pois elas fazem parte da natureza humana.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Potes de plástico podem contaminar a comida; veja que cuidados tomar


A batata do plástico está assando. Antes onipresente nas cozinhas, o material está perdendo espaço para o vidro, o aço inoxidável e a cerâmica depois de pesquisas mostrarem que substâncias do produto podem causar infertilidade masculina, puberdade precoce e até câncer de próstata.
"Hoje é quase impossível se livrar por completo do uso do plástico em contato com os alimentos, mas reduzir esse uso é altamente recomendável", afirma Fábio Gomes, nutricionista do Instituto Nacional do Câncer.
Em contato com a comida, o material sofre um desprendimento de moléculas, que migram para o alimento.
A vigilância sanitária estabelece normas de controle para a indústria, mas quem consome muito enlatado, por exemplo, acaba se expondo a quantidades maiores do que as recomendadas, segundo Elaine Costa, endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia.
O interior das latas tem uma resina plástica que afasta a ferrugem. Para reduzir a ingestão de partículas do material, só diminuindo o consumo desses produtos.
Vasilhas de cozinha, filmes plásticos e garrafas de água também podem ser fontes de contaminação. "Não tem o menor sentido beber água engarrafada. Ela fica muito tempo exposta à embalagem", diz Gomes.
TIPOS DE PLÁSTICO
Uma das substâncias tóxicas mais conhecidas é o BPA (bisfenol A), utilizada na fabricação do plástico tipo policarbonato.
O BPA tem a estrutura química semelhante à do hormônio feminino estrógeno e, por isso, é acusado de causar puberdade precoce e infertilidade masculina. Desde janeiro, seu uso é proibido em mamadeiras no Brasil, mas não há proibição para outros produtos.
"O consumidor não costuma ser informado sobre o material da embalagem. Há tipos de plástico que sabidamente são prejudiciais, como o policarbonato, mas outros ainda são vistos como seguros, como o polietileno e o propileno", diz Costa.
Um truque para saber que tipo de material é usado é checar o símbolo de reciclagem que fica na embalagem. Se dentro do símbolo tiver o número sete, é provável que o material tenha bisfenol A.
"Mesmo os plásticos livres de BPA podem trazer problemas devido à presença da dioxina, substância tóxica formada quando o plástico é aquecido", afirma a nutricionista Santhi Karavias.
Para ela, é importante não esquentar o material: "Plástico não foi feito para ser aquecido nem para guardar alimentos quentes. A resina que o forma é líquida e, quando aquecida, muitas partículas se desprendem e contaminam a comida", diz.

domingo, 17 de junho de 2012

Quem dorme menos ingere mais 'junk food', indica estudo

Uma nova pesquisa sugere que comidas não saudáveis, como doces e salgadinhos, atraem mais a atenção das pessoas que dormem menos do que o recomendado.
Para chegar a essa conclusão, cientistas examinaram áreas do cérebro que eram ativadas quando os voluntários olhavam para comida saudável e não saudável.
O estudo descobriu que, ao ver "junk food", o grupo que dormia menos tinha ativados seus centros cerebrais ligados à sensação de recompensa.
A pesquisadora Marie Pierre St-Onge, do Hospital Central St. Luke's Roosevelt e professora assistente do Instituto de Nutrição Humana da Universidade Columbia, em Nova York (EUA), liderou os trabalhos.
Um coletivo formado por 25 adultos considerados saudáveis, entre homens e mulheres, tiveram cinco noites de sono restringido (de quatro horas apenas) e uma de descanso (com nove horas de descanso), além de de se submeterem à medição das alterações cerebrais por um equipamento de ressonância magnética.
O resultado é que apenas os que tiveram poucas horas de sono tinham a atenção voltada para as opções não saudáveis de alimentos. O processo, porém, se mostrou reversível.
Após uma noite de sono completo, as mesmas pessoas não apresentaram a ativação cerebral típica registrada anteriormente ao ver "junk food" na frente delas.

"Isso é especialmente importante se você está tentando perder peso", disse a pesquisadora, "porque você pode estar escolhendo as comidas erradas somente pelo fato de não ter dormido bem".
Fonte: Folha .com Equilibrio e Saude.

sábado, 16 de junho de 2012

Pesquisas podem ajudar a diminuir as dores

PACIENTES COM PARKINSON
15/06/2012 | As pesquisas desenvolvidas pelo neurocirurgião de São Roque, Fábio Godinho, sobre os mecanismos da dor em pacientes com a Doença de Parkinson deve refinar a técnica cirúrgica e ajudar a compreender as diversas condições de dor, de forma a aperfeiçoar seu tratamento no futuro. O projeto envolve a criação de um centro de neurocirurgia e pesquisa em região carente de São Paulo, sendo eleito um dos melhores pela International Association for the Study of Pain (IASP), que congrega os maiores pesquisadores de dor do mundo. "Os sintomas dolorosos afligem cerca de 70% dos pacientes parkinsonianos, sendo de difícil controle e representam causa importante de sofrimento destes doentes", destaca o médico. (...)

Pesquisas e tratamento
A dor crônica acomete cerca de 60% a 70% dos pacientes com Doença de Parkinson. É (dor) difusa, de forte intensidade, e responde mal aos analgésicos comuns, sendo uma das causas mais frequentes de sofrimento. "Tratá-la é um grande desafio para os médicos pois pouco se sabe a respeito dos mecanismos cerebrais responsáveis por este tipo de dor." Um dos objetivos do projeto é entender a participação de algumas estruturas cerebrais na gênese desta dor, ressalta ele. "Isto trará um conhecimento mais preciso sobre os circuitos envolvidos no aparecimento destes sintomas e facilitará a adoção de medidas futuras de tratamento."
Outro benefício do projeto será o refinamento da técnica cirúrgica. Ele explica que no tipo de cirurgia feito em pacientes com Doença de Parkinson é introduzido um estimulador ou feita uma lesão numa estrutura muito pequena e profunda do cérebro, chamada de Núcleo Subtalâmico. A partir da nova metodologia a ser empregada, denominada Microregistro unitário, será possível registrar a resposta típica das células (neurônios) deste núcleo durante a cirurgia. Desta forma é possível ter noção precisa da posição espacial do Núcleo Subtalâmico, aumentando significativamente a precisão do ato cirúrgico, adianta.
Medidas clínicas
O tratamento da dor crônica ligada à Doença de Parkinson, segundo o neurocirurgião, é feito de modo multidisciplinar, a partir do uso de medicações antidepressivas com efeito específico sobre a dor. A Fisioterapia e a Psicoterapia constituem as medidas clínicas disponíveis. Em casos selecionados, a Neurocirurgia é indicada, podendo trazer alívio dos sintomas, comenta o especialista. De acordo com o especialista Fábio Godinho, muitos pacientes continuam sofrendo, apesar de todos os recursos existentes na atualidade. Ele atribui tal situação à compreensão insuficiente dos mecanismos cerebrais que servem de base para esta dor.
IASP e projetos

Especialista em Neurocirurgia, pelo Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina da USP, o são-roquense Fábio Godinho trabalhou cinco anos em Lyon (França), com a equipe dos professores Marc Sindou e Luis Garcia-Larrea. Atuou nas áreas de Neurocirurgia e pesquisas voltadas ao conhecimento dos mecanismos da Doença de Parkinson e da Dor Crônica. Ambos foram temas de seu mestrado e doutorado pela universidade de Lyon. Sua pesquisa está entre as sete melhores do mundo, pela International Association for the Study of Pain (IASP).
As demais pesquisas em destaque são de autoria dos pesquisadores Alexandre Charlet (Suiça), Michael Jankowski (Estados-Unidos), Anna Andreou (Inglaterra), Alessandro Capuano,(Italia), Kevin Woo (Canada), Martin Diers (Alemanha) e Andreas Leffler (França).Fonte: Jornal Cruzeiro do
Sul / Sorocaba.

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Por que a fisioterapia é uma grande aliada do paciente portador de Parkinson?

Embora o tratamento medicamentoso seja de grande importância para a melhora dos sintomas do doente parkinsoniano, o tratamento para esses doentes envolve cuidados médicos e reabilitatórios, sendo a assistência fisioterapêutica de grande importância nesse contexto. A fisioterapia precoce na doença de Parkinson, aliada aos métodos e técnicas existentes e particulares da profissão, poderão distanciar o aparecimento das alterações motoras severas mais comuns, retardando ou combatendo os acontecimentos degenerativos do organismo humano, frente ao passar dos anos, melhorando a sua qualidade de vida e devolvendo a integração social.
Qual a importância da atividade? Ela ajuda a controlar e regredir os sintomas da doença?
A fisioterapia atua nos sinais e sintomas da doença de Parkinson, tais como: rigidez, bradicinesia (início vagaroso dos movimentos), tremor e marcha. O programa de exercícios realizado pelos fisioterapeutas tem como objetivo desacelerar a progressão da doença, impedindo o desenvolvimento de complicações e deformidades secundárias, e manter ao máximo as capacidades funcionais do paciente.Por que a fisioterapia é uma grande aliada do paciente portador de Parkinson?
Embora o tratamento medicamentoso seja de grande importância para a melhora dos sintomas do doente parkinsoniano, o tratamento para esses doentes envolve cuidados médicos e reabilitatórios, sendo a assistência fisioterapêutica de grande importância nesse contexto. A fisioterapia precoce na doença de Parkinson, aliada aos métodos e técnicas existentes e particulares da profissão, poderão distanciar o aparecimento das alterações motoras severas mais comuns, retardando ou combatendo os acontecimentos degenerativos do organismo humano, frente ao passar dos anos, melhorando a sua qualidade de vida e devolvendo a integração social.
Fonte:.Internet

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Café e atividade física regular podem ter efeito protetor no mal de Parkinson

O mal de Parkinson se caracteriza pelos tremores e rigidez muscular que afetam o equilíbrio e podem levar a quedas involuntárias, além de impedir atividades cotidianas como a escrita ou simplesmente segurar um copo de água. Trata-se de uma doença que atinge milhões de pessoas no mundo, entre elas algumas celebridades como o ex-pugilista e campeão mundial Mohammed Ali e o ator Michael J. Fox, da renomada trilogia "De volta para o futuro".
A fim de esclarecer algumas dúvidas a respeito da doença, no Dia Internacional do Parkinson, entrevistamos o médico neurologista Dr. Egberto Reis Barbosa, que dá esclarecimentos sobre como é possível tratar um paciente para que ele mantenha suas atividades profissionais e rotina de vida pessoal.


Por que a incidência do mal de Parkinson é maior em pessoas idosas?
A causa da doença de Parkinson ainda não está bem esclarecida, mas sabe-se que a exposição a fatores tóxicos ambientais e alterações genéticas participam do processo degenerativo que leva à perda de neurônios de diversas regiões do cérebro, em especial da substância negra na qual são atingidas as células que produzem dopamina, que é um neurotransmissor crucial em circuitos que controlam os movimentos.
No processo normal de envelhecimento há perda progressiva de neurônios da substância negra. Essa perda associa-se às perdas causadas pelos outros fatores causais mencionados, agentes tóxicos ambientais e defeitos genéticos. Dessa forma, quanto mais idoso o indivíduo, maior a sua chance de desenvolver a doença de Parkinson.

Escrito por Dr. Egberto Reis Barbosa
Qua, 11 de Abril de 2012 12:10
Fonte:  Internet Terra.

Café e atividade física regular podem ter efeito protetor no mal de Parkinson


O mal de Parkinson se caracteriza pelos tremores e rigidez muscular que afetam o equilíbrio e podem levar a quedas involuntárias, além de impedir atividades cotidianas como a escrita ou simplesmente segurar um copo de água. Trata-se de uma doença que atinge milhões de pessoas no mundo, entre elas algumas celebridades como o ex-pugilista e campeão mundial Mohammed Ali e o ator Michael J. Fox, da renomada trilogia "De volta para o futuro".
A fim de esclarecer algumas dúvidas a respeito da doença, no Dia Internacional do Parkinson, entrevistamos o médico neurologista Dr. Egberto Reis Barbosa, que dá esclarecimentos sobre como é possível tratar um paciente para que ele mantenha suas atividades profissionais e rotina de vida pessoal.


Por que a incidência do mal de Parkinson é maior em pessoas idosas?
A causa da doença de Parkinson ainda não está bem esclarecida, mas sabe-se que a exposição a fatores tóxicos ambientais e alterações genéticas participam do processo degenerativo que leva à perda de neurônios de diversas regiões do cérebro, em especial da substância negra na qual são atingidas as células que produzem dopamina, que é um neurotransmissor crucial em circuitos que controlam os movimentos.
No processo normal de envelhecimento há perda progressiva de neurônios da substância negra. Essa perda associa-se às perdas causadas pelos outros fatores causais mencionados, agentes tóxicos ambientais e defeitos genéticos. Dessa forma, quanto mais idoso o indivíduo, maior a sua chance de desenvolver a doença de Parkinson.

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Acessem: Run for Parkinson's - Brasil


Equipe de Haifa descobre genes que prevêem Parkinson

06/03/2012 - Pesquisadores do Instituto Technion- Israel Institute of Technology, em Haifa identificaram um grupo de cinco genes no sangue que podem predizer se um indivíduo, no futuro, poderá desenvolver doença grave, em última análise a doença neurológica de Parkinson. (...)

Todos os cinco genes são parte do sistema de ubiquitina-proteassoma cujo envolvimento na patologia da doença de Parkinson, já foi demonstrado.


Os investigadores de Haifa acreditam que, no futuro, será possível integrar um teste de sangue com escaneamento do cérebro e / ou biomarcadores no fluido espinal ou de outros tecidos como padrão não só para o diagnóstico precoce, mas também para a diferenciação entre Parkinson e outras desordens motoras semelhantes. (em inglês) Fonte: The Jerusalem Post.il.