NOSSO CANAL - VÍDEOS RECOMENDADOS

Loading...

ASSISTA OS VÍDEOS


EU VOCÊ E JAMES, JUNTOS NO YOU TUB


Há um ano comecei a formatar um blog que, na verdade, nem eu sabia ao certo o que pretendia e nem como seria esse “filho”, já que existiam muitos blogs falando com propriedade sobre Parkinson. Resultado: coloquei em "stand by". Queria colocar as idéias no lugar e aguardar uma inspiração.

Por que o nome EU, VOCÊ E JAMES?

EU: podemos falar dos nossos sonhos, aspirações, de receitas, atualidades, alegrias e tristezas, e variedades diversas.
VOCÊ: é a principal razão da existência do blog. É quem vai ajudar na construção e divulgação do espaço que vai ser seu. O espaço é livre.
JAMES: Vixe... Esse aí não é fácil. Como já disse acima, existem muitos blogs que tratam do assunto com competência científica e isso é muito bom. A proposta é que seja uma abordagem bem suave, com humor, pois necessitamos muito de diversão e alegria. Não podemos nos envolver apenas com os aspectos fisiológicos do Parkinson. Vamos tratar do tema com leveza.

Com o Sr. James aprendi, além de outras coisas:
- Ter calma, já que os nervos são o principal fator de problemas para nós;
- Ter sempre um projeto de vida para se apaixonar: como dizia Chico Xavier, estar apaixonado por um projeto faz com que Deus nos dê mais tempo de vida;
- Me movimentar mais, lembrando do sábio Almir Sater na música Tocando em Frente: “Ando devagar porque já tive pressa...”.

E com minha amiga Dalva Molnar aprendi muitas coisas, inclusive que temos muito TA...LEN...TO.

Este blog está trocando de roupa- AGUARDE: EM BREVE NOSSO CLOSET ESTARÁ COMPLETO

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

05/10/2011 - 16h04

Experimento faz macaco ter sensação de tato com braço virtual



Um time de cientistas liderado pelo brasileiro Miguel Nicolelis, da Universidade Duke (EUA), alcançou um feito inédito: macacos mexeram um braço virtual e experimentaram sensações táteis com ele, usando apenas a força da mente.
Para criar esse "tato artificial", os pesquisadores inseriram pequenos eletrodos no cérebro de duas macacas.

Katie Zhuang/Duke University
Animais foram treinados para usar um jogo de computador, explorando o ambiente com um braço virtual
Animais foram treinados para usar um jogo de computador, explorando o ambiente com um braço virtual

Um dos eletrodos ficava no chamado córtex motor -- como o próprio nome diz, é a área do cérebro responsável pelos movimentos voluntários. O outro foi inserido no córtex somatossensorial, que processa os estímulos recebidos por células sensíveis do corpo, inclusive as da pele.
Os animais foram treinados para usar uma espécie de jogo de computador, explorando o ambiente com um braço virtual visto na tela.
Os eletrodos posicionados no córtex motor registraram as intenções dos macacos de mover o braço e repassaram essas informações para o mundo virtual.
Enquanto as mãos virtuais tateavam os objetos na tela, sinais elétricos eram enviados ao córtex somatossensorial, dando a resposta "tátil" a essa ação.
Se a tecnologia também funcionar em seres humanos, ela promete ser uma revolução na criação de próteses. Uma das maiores dificuldades das próteses de mão, por exemplo, é a falta de um "feedback" sensorial para o usuário, que muitas vezes acaba deixando objetos caírem no chão.
Fonte: Folha.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário