NOSSO CANAL - VÍDEOS RECOMENDADOS

Loading...

ASSISTA OS VÍDEOS


EU VOCÊ E JAMES, JUNTOS NO YOU TUB


Há um ano comecei a formatar um blog que, na verdade, nem eu sabia ao certo o que pretendia e nem como seria esse “filho”, já que existiam muitos blogs falando com propriedade sobre Parkinson. Resultado: coloquei em "stand by". Queria colocar as idéias no lugar e aguardar uma inspiração.

Por que o nome EU, VOCÊ E JAMES?

EU: podemos falar dos nossos sonhos, aspirações, de receitas, atualidades, alegrias e tristezas, e variedades diversas.
VOCÊ: é a principal razão da existência do blog. É quem vai ajudar na construção e divulgação do espaço que vai ser seu. O espaço é livre.
JAMES: Vixe... Esse aí não é fácil. Como já disse acima, existem muitos blogs que tratam do assunto com competência científica e isso é muito bom. A proposta é que seja uma abordagem bem suave, com humor, pois necessitamos muito de diversão e alegria. Não podemos nos envolver apenas com os aspectos fisiológicos do Parkinson. Vamos tratar do tema com leveza.

Com o Sr. James aprendi, além de outras coisas:
- Ter calma, já que os nervos são o principal fator de problemas para nós;
- Ter sempre um projeto de vida para se apaixonar: como dizia Chico Xavier, estar apaixonado por um projeto faz com que Deus nos dê mais tempo de vida;
- Me movimentar mais, lembrando do sábio Almir Sater na música Tocando em Frente: “Ando devagar porque já tive pressa...”.

E com minha amiga Dalva Molnar aprendi muitas coisas, inclusive que temos muito TA...LEN...TO.

Este blog está trocando de roupa- AGUARDE: EM BREVE NOSSO CLOSET ESTARÁ COMPLETO

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Pacientes jogam videogame para tratamento de lesões

 

Em Ribeirão Preto, exercícios de fisioterapia é oferecido pelo SUS

02/10/2011 - Os atendimentos de fisioterapia do Sistema Único de Saúde (SUS), em Ribeirão Preto, passaram a contar com um aliado diferente: o videogame. A técnica alia os exercícios comuns, executados pelo fisioterapeuta, com os jogos virtuais.

No tratamento, o paciente interage com o jogo utilizando um controle remoto que detecta os movimentos do corpo. Assim, durante uma sessão, é possível simular uma partida de tênis, boliche, luta de boxe ou praticar dança e ioga. “Essa interação torna a terapia mais descontraída e motiva o paciente. Não é a mesma coisa do que praticar o exercício, porque ele está em local seguro e controlável”, explica o fisioterapeuta César Zanella, responsável pela aplicação da técnica na cidade.

De acordo com Zanella, o uso do videogame pode ser aplicado no tratamento de patologias ortopédicas, respiratórias e neurológicas, como Mal de Parkinson, sequelas de acidente vascular cerebral (AVC) e labirintite. “Com os jogos conseguimos estimular equilíbrio, força e coordenação motora. Mas cada caso deve ser avaliado individualmente, para diagnosticar o grau do problema”, diz.

Os benefícios são confirmados pelos próprios pacientes, como é o caso de Valtecides Lago, de 63 anos, que sofre com Mal de Parkinson, há cinco anos. Ele iniciou a fisioterapia com videogame em março e sentiu melhoras significativas. “O que mais chamou minha atenção é que, no período de férias, quando não fui às sessões, piorei muito. Quando retornei, os espasmos diminuíram novamente”, conta Lago. (segue...) Fonte: EPTV.

Nenhum comentário:

Postar um comentário