NOSSO CANAL - VÍDEOS RECOMENDADOS

Loading...

ASSISTA OS VÍDEOS


EU VOCÊ E JAMES, JUNTOS NO YOU TUB


Há um ano comecei a formatar um blog que, na verdade, nem eu sabia ao certo o que pretendia e nem como seria esse “filho”, já que existiam muitos blogs falando com propriedade sobre Parkinson. Resultado: coloquei em "stand by". Queria colocar as idéias no lugar e aguardar uma inspiração.

Por que o nome EU, VOCÊ E JAMES?

EU: podemos falar dos nossos sonhos, aspirações, de receitas, atualidades, alegrias e tristezas, e variedades diversas.
VOCÊ: é a principal razão da existência do blog. É quem vai ajudar na construção e divulgação do espaço que vai ser seu. O espaço é livre.
JAMES: Vixe... Esse aí não é fácil. Como já disse acima, existem muitos blogs que tratam do assunto com competência científica e isso é muito bom. A proposta é que seja uma abordagem bem suave, com humor, pois necessitamos muito de diversão e alegria. Não podemos nos envolver apenas com os aspectos fisiológicos do Parkinson. Vamos tratar do tema com leveza.

Com o Sr. James aprendi, além de outras coisas:
- Ter calma, já que os nervos são o principal fator de problemas para nós;
- Ter sempre um projeto de vida para se apaixonar: como dizia Chico Xavier, estar apaixonado por um projeto faz com que Deus nos dê mais tempo de vida;
- Me movimentar mais, lembrando do sábio Almir Sater na música Tocando em Frente: “Ando devagar porque já tive pressa...”.

E com minha amiga Dalva Molnar aprendi muitas coisas, inclusive que temos muito TA...LEN...TO.

Este blog está trocando de roupa- AGUARDE: EM BREVE NOSSO CLOSET ESTARÁ COMPLETO

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

DIVAGAÇÕES.

Hoje , vamos falar um pouco sobre como você se sente num ambiente onde só você é diferente. Num barzinho por exemplo. Bem, sou uma parkinsoniana moderna. Se alguém olhar evite cruzar olhares. Não vale a pena. Ficar em casa curtindo essa coisa horrenda que é o Parkinson? Eu? Tô fora. Gosto de sair, passear, dançar, cantar. Procuro ter uma vida normal, pois como diz o meu médico, não sou um ET. Segundo ele, os parkinsonianos acham que são diferentes e tudo que sentem atribuem ao "JAMES".
Quero mandar um recadinho para quem gosta de curtir fossa. Saia dessa. Tristeza atrai um negócio ruim chamado depressão. O parkinsoniano em geral (Toda regra tem excessão) é chegado a depressão. As alterações emocionais também são comuns. Dorme-se pouco etc.. Normalmente os portadores podem sentir-se inseguros e ficam com medo quando submetidos a alguma situação nova. É bem comum evitar sair e tendem a retrair-se e evitar contatos sociais. Observem bem. Outra coisa é perder a motivação e tornam-se dependentes dos filhos, irmãos, é o que mais tenho visto. Reajam. Eu por exemplo, comecei o Parkinson com "Sindrome Do Pânico". Tomo medicamento para depressão mas saio, viajo sozinha. A única coisa que não consegui vencer totalmente - eu falei totalmete - é dirigir. Acredito que não fiz ainda um tratamento específico para exorcizar mais esse fantasma. Fico muito nervosa com a auto-estrada e os caminhões me assustam. As pessoas que me cercam, não entendem o meu medo, porém eu tento vencê-lo a cada dia que passa. Acho que vou chamar os GHOST BUSTERS.

IRIS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário