NOSSO CANAL - VÍDEOS RECOMENDADOS

Loading...

ASSISTA OS VÍDEOS


EU VOCÊ E JAMES, JUNTOS NO YOU TUB


Há um ano comecei a formatar um blog que, na verdade, nem eu sabia ao certo o que pretendia e nem como seria esse “filho”, já que existiam muitos blogs falando com propriedade sobre Parkinson. Resultado: coloquei em "stand by". Queria colocar as idéias no lugar e aguardar uma inspiração.

Por que o nome EU, VOCÊ E JAMES?

EU: podemos falar dos nossos sonhos, aspirações, de receitas, atualidades, alegrias e tristezas, e variedades diversas.
VOCÊ: é a principal razão da existência do blog. É quem vai ajudar na construção e divulgação do espaço que vai ser seu. O espaço é livre.
JAMES: Vixe... Esse aí não é fácil. Como já disse acima, existem muitos blogs que tratam do assunto com competência científica e isso é muito bom. A proposta é que seja uma abordagem bem suave, com humor, pois necessitamos muito de diversão e alegria. Não podemos nos envolver apenas com os aspectos fisiológicos do Parkinson. Vamos tratar do tema com leveza.

Com o Sr. James aprendi, além de outras coisas:
- Ter calma, já que os nervos são o principal fator de problemas para nós;
- Ter sempre um projeto de vida para se apaixonar: como dizia Chico Xavier, estar apaixonado por um projeto faz com que Deus nos dê mais tempo de vida;
- Me movimentar mais, lembrando do sábio Almir Sater na música Tocando em Frente: “Ando devagar porque já tive pressa...”.

E com minha amiga Dalva Molnar aprendi muitas coisas, inclusive que temos muito TA...LEN...TO.

Este blog está trocando de roupa- AGUARDE: EM BREVE NOSSO CLOSET ESTARÁ COMPLETO

domingo, 18 de março de 2012

Moscas sem sexo buscam consolo no álcool

(Olha que notícia interessante)
Ela não quis transar com você? Encha a cara! Esse é o curioso recado que as moscas-das-frutas deram agora para os humanos --embora não seja algo propriamente novo entre o Homo sapiens.
Mas, além de uma curiosidade científica, é algo que poderá ajudar no tratamento de problemas como alcoolismo, vício em drogas e obesidade.
Pesquisadores demonstraram que machos de moscas do gênero Drosophila que eram impedidos de fazer sexo comiam mais comida "temperada" com álcool. Já machos que tinham sexo à vontade mostravam pouco interesse em ficar "calibrados".
e descobriu que o "culpado" era o neurotransmissor chamado NPF (neuropeptídeo F). Moscas macho que faziam sexo consumiam menos álcool e tinham maiores níveis de NPF. Moscas sem sexo consumiam mais álcool e tinham menores níveis de NPF.
Os humanos têm uma molécula semelhante, NPY (neuropeptídeo Y), também vinculada a questões de vício em drogas, álcool e prazer em geral criado por interações sociais ligadas à recompensa.
"Em mamíferos, incluindo seres humanos, o NPY pode ter um papel semelhante. Se for o caso, seria possível argumentar que a ativação do sistema de NPY poderia reverter os efeitos nocivos de experiências traumáticas e estressantes, que frequentemente levam ao abuso de drogas", disse Shohat-Ophir.
"Humanizar" os resultados da pesquisa é algo difícil de colocar de lado, diz o autor de um comentário sobre a pesquisa publicado na mesma edição da "Science", Troy Zars, da Universidade de Missouri. "Mas sua relevância para o comportamento humano obviamente ainda não está estabelecida", conclui.

Sexo, álcool e drogas são formas de "recompensa" para o cérebro. Na falta de um, o outro pode ser uma consolação, segundo o estudo publicado na revista "Science".
Mas que mecanismo bioquímico poderia estar por trás disso? A equipe, que teve como principal autora a pesquisadora Galit Shohat-Ophir, da Universidade da Califórnia, foi atrás de potenciais moléculas envolvidas,
Fonte: Folha.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário