NOSSO CANAL - VÍDEOS RECOMENDADOS

Loading...

ASSISTA OS VÍDEOS


EU VOCÊ E JAMES, JUNTOS NO YOU TUB


Há um ano comecei a formatar um blog que, na verdade, nem eu sabia ao certo o que pretendia e nem como seria esse “filho”, já que existiam muitos blogs falando com propriedade sobre Parkinson. Resultado: coloquei em "stand by". Queria colocar as idéias no lugar e aguardar uma inspiração.

Por que o nome EU, VOCÊ E JAMES?

EU: podemos falar dos nossos sonhos, aspirações, de receitas, atualidades, alegrias e tristezas, e variedades diversas.
VOCÊ: é a principal razão da existência do blog. É quem vai ajudar na construção e divulgação do espaço que vai ser seu. O espaço é livre.
JAMES: Vixe... Esse aí não é fácil. Como já disse acima, existem muitos blogs que tratam do assunto com competência científica e isso é muito bom. A proposta é que seja uma abordagem bem suave, com humor, pois necessitamos muito de diversão e alegria. Não podemos nos envolver apenas com os aspectos fisiológicos do Parkinson. Vamos tratar do tema com leveza.

Com o Sr. James aprendi, além de outras coisas:
- Ter calma, já que os nervos são o principal fator de problemas para nós;
- Ter sempre um projeto de vida para se apaixonar: como dizia Chico Xavier, estar apaixonado por um projeto faz com que Deus nos dê mais tempo de vida;
- Me movimentar mais, lembrando do sábio Almir Sater na música Tocando em Frente: “Ando devagar porque já tive pressa...”.

E com minha amiga Dalva Molnar aprendi muitas coisas, inclusive que temos muito TA...LEN...TO.

Este blog está trocando de roupa- AGUARDE: EM BREVE NOSSO CLOSET ESTARÁ COMPLETO

sábado, 19 de janeiro de 2013

Salva-Dor

Dor — Medida Certa??

Saudações calorosas. Feliz 2013, que a dor possa ser superada com uma boa dose de paciência, persistência e, se possível, bom humor.
Bom, vamos logo com a primeira pergunta do ano: existe uma medida certa para sentir dor?
Da mesma forma que os exercícios físicos, a nossa barriga e nossa paciência, existe sim uma medida certa para sentirmos dor. Mas, essa medida não é uma medida. Não é um valor numérico, mas sim um valor pessoal subjetivo que atribuímos a persistência da dor. Ou seja, a gente escolhe!
Por exemplo, uma injeção é na maioria das vezes um pouco dolorida. Cortar o rosto ao fazer a barba também pode ser dolorido, assim como a depilação. São dores esperadas, são dores na medida certa. Quando alongamos os músculos da perna, vem uma sensação dolorosa que é típica do alongamento. Esse é outro exemplo de dor na medida certa.
0041-injecao-de-animo
Agora, se quando isso tudo ai de cima queima, arde, dá choques, cria nervoso, gera ansiedade, causa medo, ai temos dores de medidas incertas.
funnydogpicturesimportantstretch_thumb-1
Então, seguem algumas dicas para percebermos se estamos “medindo o que não é medido”
Medida Incerta
- mínimo de dor te deixa impaciente, querendo quebrar o PS3 do seu namorado
- quando começam a conversar sobre o BBBesta ao seu lado
- mínimas atividades causam uma dor intensa e limitante
Piadas
Medida Certa
- conhecer o quanto de dor podemos tolerar
- conhecer os limites do corpo e da mente para evitarmos ou minimizarmos a dor
- buscar cuidado assim que a dor aparece ou piora
- buscar ajuda se dor fugir do controle
images-2É isso ai, aqui e agora!
Sugestões de postagens sobre dor serão muito bem vindas, qualquer coisa sobre dor!

Abraciones
Artur Padão Goslin

Nenhum comentário:

Postar um comentário