NOSSO CANAL - VÍDEOS RECOMENDADOS

Loading...

ASSISTA OS VÍDEOS


EU VOCÊ E JAMES, JUNTOS NO YOU TUB


Há um ano comecei a formatar um blog que, na verdade, nem eu sabia ao certo o que pretendia e nem como seria esse “filho”, já que existiam muitos blogs falando com propriedade sobre Parkinson. Resultado: coloquei em "stand by". Queria colocar as idéias no lugar e aguardar uma inspiração.

Por que o nome EU, VOCÊ E JAMES?

EU: podemos falar dos nossos sonhos, aspirações, de receitas, atualidades, alegrias e tristezas, e variedades diversas.
VOCÊ: é a principal razão da existência do blog. É quem vai ajudar na construção e divulgação do espaço que vai ser seu. O espaço é livre.
JAMES: Vixe... Esse aí não é fácil. Como já disse acima, existem muitos blogs que tratam do assunto com competência científica e isso é muito bom. A proposta é que seja uma abordagem bem suave, com humor, pois necessitamos muito de diversão e alegria. Não podemos nos envolver apenas com os aspectos fisiológicos do Parkinson. Vamos tratar do tema com leveza.

Com o Sr. James aprendi, além de outras coisas:
- Ter calma, já que os nervos são o principal fator de problemas para nós;
- Ter sempre um projeto de vida para se apaixonar: como dizia Chico Xavier, estar apaixonado por um projeto faz com que Deus nos dê mais tempo de vida;
- Me movimentar mais, lembrando do sábio Almir Sater na música Tocando em Frente: “Ando devagar porque já tive pressa...”.

E com minha amiga Dalva Molnar aprendi muitas coisas, inclusive que temos muito TA...LEN...TO.

Este blog está trocando de roupa- AGUARDE: EM BREVE NOSSO CLOSET ESTARÁ COMPLETO

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013



Os sintomas não motores da doença de Parkinson são comuns e muitas vezes aparecem anos antes dos sintomas motores, mas raramente são trazidos pelos pacientes em consultas, dizem os pesquisadores.


18 January 2013 - Um estudo da Universidade de Newcastle descobriu que os pacientes com Parkinson freqüentemente apresentam urgência urinária, salivação excessiva, ansiedade e um senso olfativo reduzido anos antes dos sintomas motores aparecerem.

Mas os pacientes muitas vezes não conseguem falar ao seu médico sobre essas questões, apesar do efeito sobre sua qualidade de vida, disseram pesquisadores. Eles instaram os pacientes e médicos a discutir tais sintomas, porque muitos podem ser tratados.

Há cerca de 127 mil pacientes com doença de Parkinson no Reino Unido, uma em cada 500 pessoas.

Cerca de um paciente em cinco apresentam primeiro sintomas não motores e estes têm o maior impacto na qualidade de vida, disseram os autores. Os sintomas podem ser tratados, mas muitos não são registrados e não reconhecidos por pacientes e médicos.

No estudo, os pesquisadores selecionaram 159 pacientes recentemente diagnosticados com Parkinson e 99 controles saudáveis, utilizando o questionário de sintomas não-motores e outros testes.

Pacientes com Parkinson tiveram 8,4 sintomas não motores, em média, em comparação com 2,8 entre os controles.

Os sintomas mais comumente vivenciados foram excesso de saliva e de baba, urgência urinária, hiposmia, ansiedade e prisão de ventre, e todos foram mais frequentes do que nos controles saudáveis.

Os pesquisadores ficaram surpresos com a alta taxa de alucinações visuais entre os pacientes de Parkinson.

O autor Tien Khoo PhD, da Universidade de Newcastle, disse: "Estes resultados mostram que o Parkinson afeta muitos sistemas do corpo, mesmo em seus estágios iniciais.

"Muitas vezes, estes sintomas afetam a qualidade de vida das pessoas, tanto quanto, se não mais do que os problemas de movimento que vêm com a doença."

Ele acrescentou: "Ambos, médicos e pacientes, precisam trazer esses sintomas e considerar tratamentos disponíveis.(original em inglês, tradução Hugo) Fonte: GP Online.

Nenhum comentário:

Postar um comentário